Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Palavras Que Nunca Te Direi

Um Baú de recordações onde a escrita é guardada...

As Palavras Que Nunca Te Direi

A partida...

por Mico, em 23.02.16

Foi tudo tão rápido. Lembro-me dos dias em que brincávamos. Brincadeiras que elevaram a um sentimento mais forte, que entrelaçou os nossos corações, as nossas vidas. Peguei na tua mão, estava fria...acariciei-te, mas a tua pele estava sem aquele teu belo pigmento que me paralisavam o olhar, por haver tanta formosura. Beijei-te...os teus lábios não me corresponderam. Estavam frios. Sussurrei nos teus ouvidos o que eu realmente sentia por ti. Mas... tu nem sequer reagiste. Entrelacei os meus dedos nos teus; mas os teus não se envolviam com os meus. Abracei-te, e não senti o calor corporal vindo de ti. Senti uma sensação estranha. Olhei para os teus lindos e perfeitos traços. Coloquei a minha mão no teu peito... e não senti o coração bater... Foi aí que percebi que os anjos tinham te levado, levaram para bem longe, onde não podia encontrar-te. A tua ausência foi por mim profundamente sentida... e aí percebi que já se fora o meu amor...

Último suspiro

por Mico, em 12.02.16

Não sei quem sou, nem o que sou. Não sei mais o que quero ou o que espero da vida. Estou perdido no mundo, sem ninguém para desabafar, contar novidades, aliás, a minha vida já não tem mais novidades. Já não acredito mais em mim, no que sou capaz. Já não sei mais quais são as minhas virtudes e os meus defeitos, tudo está tão confuso. Espero tão pouco de tudo e de todos porque já não acredito mais no bastante. Tudo é motivo para entristecer-me, tudo está tão mau e eu não sei como mudar isso. Sei que preciso de ajuda, sei que já estou a chegar ao limite, mas tenho medo de pedir ajuda. Tenho medo do que vão pensar e do que farão. Já quase não tenho amigos, todo mundo está a afastar-se e não sei como trazê-los de volta. Olho para o lado e não vejo ninguém, a solidão persegue-me e afunda-me nesse abismo de dor, tristezas e desamor. Quero gritar, mas já não tenho voz, já a esgotei com pedidos desesperados que ninguém ouviu. Quero chorar, mas já não tenho lágrimas, tudo está seco e sem vida. Se continuar assim só vai restar-me uma saída, mas ainda não quero acreditar que ela seja a única. Entretanto, não sei se faria diferença, já que pareço estar sozinho. Até a única pessoa em quem eu acreditava foi embora. Já não tenho certeza se ela está ao meu lado ou se mesmo ela existe. Só queria achar-me, encontrar o verdadeiro sentido da minha vida. Só queria um sinal de que não estou sozinho neste mundo, mas não estou muito confiante de que ela algum dia apareça. Já não tenho mais forças para lutar, já não tenho mais desejo, e quando a chama do meu amor se apagar, serei só mais um ser vivo que procurou a felicidade, mas só encontrou a ilusão. Tudo estará acabado e não acho que esse fim esteja tão longe assim.

Preciso de ti...

por Mico, em 12.02.16

Preciso de ti...a cada dia e a cada hora desta minha vida...sem ti não sei quem sou, simplesmente porque me fecho dentro de mim mesmo e deixo que essa outra pessoa comande a minha vida, que tome as decisões por mim...mas eu não sou essa pessoa...não é a mim que beijam mas sim o meu corpo...eu, estou fechado dentro dele e apenas tu, meu amor, tens a chave para me libertares...

 

A vida foi injusta e madrasta com o nosso amor, o destino levou-nos para bem longe um do outro...mas espero que em breve possamos os dois, juntos, dar uma lição neste destino...possamos ensinar-lhes que não é certo separar duas pessoas que se amam incondicionalmente e vamos mostrar-lhes que o que sentimos está acima de tudo, acima deles, que se julgam ser importantes, mas mais importante é o nosso amor. Provaremos que somos feitos um para o outro, que nos amamos e que conseguiremos vencer todas as batalhas juntos de mãos dadas e sorriso nos lábios! Que nem quando estamos fracos e frágeis, eles poderão comandar-nos!

 

Amo-te...é apenas isso, e sei que agora nada mais te posso oferecer do que simples palavras que não trazem sentimento algum apenas posso-te dizer ao telefone, que te amo. Seremos felizes e a confiança nesta minha ideia, nesta minha convicção é muito maior que a vida, que o destino ou qualquer outra coisa que seja contra o nosso amor, o amor pode tudo, mesmo quando apenas nos restam palavras, mesmo quando o mundo duvida deste nosso amor, mesmo quando a nossa própria família acredita que o sentimos, seja natural da idade, que passará com o vento e cairá em esquecimento e que pensem o que quiserem, porque nós iremos provar que o que sentimos é mais forte que todas as convicções, que todos os valores de uma sociedade, que o destino, que a própria vida...

 

Amo-te...e não me canso de dizer, não grito ao mundo o amor que sinto, talvez porque essa outra pessoa, uma desconhecida, não deixe, e me controle...amo-te, nunca duvides. És tudo o que um dia quis, és tudo o que eu preciso e vou precisar...amo-te, apenas isso...

Eu sou...

por Mico, em 12.02.16

Eu sou uma chuva que não molha, mas sinto, que passo pelos caminhos mais indescritíveis do ser. Sou passageiro como o infinito que olha sem querer e deixa sequelas de paz. Sou tudo o que tu quiseres, mas pelo menos sou e não passei despercebido.

 

Como a chuva, eu sopro o cheiro da terra, sou pó e voltarei a ele e nada é mais passageiro do que as minhas palavras, as quais, em ti, ficou ao menos uma sílaba. Sou a frase que tu não esperavas, que desmascaraste o julgamento prévio que foi feito. Sou o olhar discreto, sou o amigo do momento mais íntimo que não se tem, vais tentando descobrir quem sou eu, tentando aproximar, recuar com medo das incertezas que possas encontrar, embora o mundo também esteja repleto delas.

 

Eu desço lentamente em garroa, penetrando nos poros da tua pele e escoo em veneno produzido pela tua ingénua malícia. Sou tantas coisas, e quando mal intencionado não sou nada e na maioria das vezes finjo ser o que não se podia. Sou ainda tudo o quanto tu nem se quer produziste e da superioridade à inferioridade tu escolhes o que sou quando quiseres usar-me.

 

Estou agora em ti, no canto mais íntimo do teu corpo onde ninguém penetra, mas eu vivo. Em ti já padeci muitas vezes, quando precipitado, e posso padecer agora no teu breve momento de loucura. Nunca perguntaste quem és tu? Não respondas, não tenhas pressa. Eu estava em ti quando mentis-te para ti mesma, quando foste tocada de relance no momento da tua decisão, mas tu não esperaste por mim, acreditaste que poderias caminhar sem mim, rosto ao vento, obtendo a liberdade de um abismo, achando que liberdade é caminhar em passos largos, afastaste de mim cortando o cordão umbilical que nos unia e agora estamos juntos outra vez, na esperança de renovar, de acertar, de vencer, de falar a sempre verdade.

 

Tu não vais olhar para ti e descobrir quem sou eu, no teu desejo mais profundo? Estou tão dentro de ti que é impossível deixar-te, a razão e a emoção estão em mim, embora tu não consigas usá-la adequadamente algumas vezes, mas eu sempre alertei. Neste exacto momento, pensei por ti e espero que tu penses em mim se porventura decidires caminhar sozinha.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D